O fim de um FISL para o Inicio de outro

Na semana passada participei do 17º FISL (Fórum Internacional de Software Livre) que aconteceu na Universidade Católica do Rio Grande do Sul entre os dias 13 a 16 de Julho de 2016 em Porto Alegre-RS.

Desde muito novo, quando comecei a entrar na área de Tecnologia, que diga-se de passagem era com Software Livre através da Casa Brasil, e um pouco depois através do Projeto e-Jovem.

Nunca pude ir ao FISL por motivos óbvios de custos financeiros com transporte, vendo que Fortaleza e Porto Alegre são 2 extremos dentro desse Brasilzão, e outros custos, como alimentação e hospedagem também me impediam de poder participar desse tão grande encontro da Comunidade de Software Livre.

Esse ano tive o prazer de ser convidado pra esse mega evento. Foi até interessantemente engraçado, porque no dia 1º de Abril, isso mesmo, dia da mentira, eu recebi um email do nobre companheiro Paulo Henrique Santana me convidando para ser palestrante no FISL. Claro que no momento de tão grande emoção nem percebi que poderia ser “pegadinha” tendo em vista que era 1º de Abril, heheheh. Não pude conter a emoção e saí correndo e pulando dentro de casa com aquela sensação que não se pode resumir com a palavra felicidade.

Me preparei psicologicamente durante 3 meses e meio para fazer uma grande participação, e claro, ser lembrado pelos participantes não só como um palestrante, mas como um Cabra da Peste Ativista do Movimento Software Livre que era desenrolado. Nos preparativos para o evento submeti algumas atividades, umas quatro na verdade hehehe.

Para minha felicidade uma das minhas melhores e mais acessíveis atividades foram aceitas, a oficina/workshop “Programando com PHP enquanto come Rapadura” uma atividade um tanto diferente de outras, pois nessa eu realmente levo rapadura pros participantes degustarem enquanto aprendem um pouco sobre uma linguagem de programação livre e que é usada por 82% da web.

Continue lendo