Uma Expotec para ficar pra história

Primeiramente vou falar um pouco sobre como tudo aconteceu até chegar a Expotec, se preferir pule 6 parágrafos.

Ano passado(2015), na Campus Party Brasil, em São Paulo, conheci pessoalmente o cara que mais me inspirou a ser de fato um ativista do Movimento Software Livre. Lembro-me de ter deixado em sua mesa uma Rapadura em um saquinho de dindim junto com meu cartão de visita.

Logo após fui falar com o mesmo, dizer que era um apreciador do seu trabalho e que tinha participado de uma de suas oficinas de  Zimbra (CONSEGI – DF – 2013) e até ajudei a galera a usar um pouco o terminal durante a oficina.

O mesmo não lembrava de mim, mas também, hoje como palestrante não me lembro de todo mundo que assiste minhas palestras hehehe.

Muito bem, ele me apresentou a Expotec e me disse que se eu conseguisse ir o meu ingresso estava garantido. Então, chegou Maio e fui por conta própria para a Expotec, de carro e me hospedando na casa de um amigo de um colega meu.

Aproveitei ao máximo o evento, ministrei palestras, oficinas, conheci a nobre comunidade PHP-PB e até bebi com eles. 😀

Mas, infelizmente não consegui participar de todos os momentos de desconfêrencia, participando apenas do jantar do Software Livre na sexta-feira a noite junto com vários outros amigos do Movimento: Anahuac, Paulo Henrique Santana, Valéria Barros, Kamila Brito, Hagadir, entre outros.

Mas enfim, a Expotec este ano(2016) aconteceu de 25 a 27 de Agosto, onde tive o enorme prazer de receber o convite para compor a programação como um dos “Palestrantes Destaques” dos Eixos Software Livre e Desenvolvimento.

Eu como sou azilado submeto logo 5 talks, além de já ir participar de 1 painel, e também do encontro das comunidades de PHP, e a convite do nobre Cyrille Grandval auxiliá-lo em sua oficina de Certificação da Zend.

Beleza, as 5 talks são aceitas, mas apenas 3 são colocadas na grade. Anahuac disse que é porque não queria me explorar hahahhahaha.

Alguns meses antes do evento é anunciado um KeyNote, eu esperava bastante que fosse o Stallman, mas para minha enorme supresa era ninguém mais ninguem menos que Rasmus Lerdorf. Caraca véi, eu vou conhecer o cara que criou o PHP. Hahahah mal esperava o que estava por vir.

Dia 1 – Quarta-feira (24/08/2016)

Saio de casa as 05:30 da manhã em direção ao Aeroporto de Fortaleza, conexão em Recife e tal, pronto, chego em João Pessoa umas 14:30, e ao descer as escadas do Aeroporto de Jampa me deparo com um homem com uma plaquinha com a logo da Expotec e o nome “Francisco da Silva” logo pensei, “eita, será que é eu?” a dúvida era porque Francisco da Silva é um nome comum aqui no Ceará kkkkkkkk. Beleza, me aproximei e me indentifiquei, super feliz estava, ora mais, nunca na história da minha vida tinha tido translado. 😀

Cheguei no hotel, super chique diga-se de passagem, o Ambassador Flat, em frente a praia de Cabo Branco. 4ª vez que usava uma chave que era um cartão. hehehe

O companheiro Cyrille Grandval foi me buscar no hotel para ir em sua casa 😀 Felicidade monstra, comemos tapioca com queijo e café e conversamos sobre alguns projetos e sobre nossas palestras.

E descobrimos um Hacker do Sertão:

Hacker do Sertão - Cyrille Grandval

E ainda por cima conheci a manada de Elephpants do Cyrille:

Manda de Elephpants

 

E na primeira noite, teve PHPinga 🙂

photo66719890743077061(1)

 

O evento começou, reencontrei a grande turma do PHP, tendo direito aos Hackers do Sertão:

photo384747689137515179

 

Conheci o Rasmus Lerdorf, isso mesmo, o Criador do PHP, ele comeu Rapadura, almoçou comigo, tirei uma foto com ele, e ele ainda assistiu minha oficina(Programando com PHP enquanto come Rapadura) 😀

CqzE9KQWEAAWlDw.jpg:large

photo384747689137515198

 

Teve o Rasmus andando de Fusca 😀

photo384747689137515218

 

Teve o Big ElePHPant do Nordeste 🙂

photo384747689137515189

 

Teve Abdala fazendo posições estranhas enquanto falava sobre o PHPeste

photo384747689137515236

 

Na noite de sábado teve pinga no quiosque da praia, e adivinha quem tava lá, é xapa, os organizadores do evento(Anahuac, Alex Moura, Humberto), tava tbm Kretcheu, Abdala, Malukenho, Rafael, Luciano, Denis, Cyrille, Sérgio, Daniela, Jammerson, e claro o Rasmus 🙂 Lá estava eu, zerando a vida de novo ao lado de tanta gente boa.

photo384747689137515205

 

E teve o encontro das parceiragem 😀

photo384747689137515212

 

E na última noite teve gente que ficou até as 05:00 da manhã no mêi do mundo 🙂

photo384747689137515235

 

É negada, esse evento foi top demais 😀 Muito PHP, muito Software Livre, muita Rapadura, muito networking, muito GNU 😀

Como sempre, só tenho a agradecer pela oportunidade, Anahuac, Alex Moura, Percival Henriques(Sem o qual dificilmente isso tudo seria possível), e em geral, a todos que contribuíram para o sucesso desse super encontro de Tecnologia e Participação Social que é a Expotec. Em poucas palavras e imagens nesse post não consigo expressar o quão feliz e grato fiquei e estou por ter participado desses grandes momentos. São eventos como este que mostram que o Software Livre não morreu, pode até estar arqueijando na UTI, como falou o grande amigo Kretcheu, mas de fato ainda não morreu, não porque existem pessoas como Anahuac, Kretcheu, Humberto, Alex Moura, e alguns outros que sabem a importância do Movimento, e sabem que o tempo de defender ainda não acabou, são estes os Livres Radicais Conservadores e Reacionários que resistem as manobras mercadológicas de destruir essas ações que só tem como objetivo a transformação social de forma democrática e igualitária sem deixar de lado o emponderamento do usuário. É um enorme prazer fazer parte dessa resistência, fazer parte desse grupo de verdadeiros Ativistas e Militantes do Movimento Software Livre.

Durante a Expotec surgiu o #ultraGNU 😀

Expotec

Saudações Livres a todos 🙂

Deixe um comentário.